Fale conosco:41 3016.5345kitron@kitron.com.br
Home > Blog

Check list para escolha da Franquia

Postado em 01 de Junho de 2016
Imagem de ilustração: Check list para escolha da Franquia
Franquias ou franchising é um assunto recorrente nos dias atuais, pois diversos empreendedores veem nesse modelo de negócio o caminho para abrir sua própria empresa. Todavia, as franquias não são tão simples quanto parecem, justamente o contrário, elas demandam especificidades que os interessados nesse assunto devem conhecer.
 
Mas o que são franquias? Existe uma definição doutrinária para ela, contida na lei base sobre o tema: a Lei 8.955 de Dezembro de 2014. Segundo a citada lei, franquia empresarial é:
 
“Sistema pelo qual um franqueador cede ao franqueado o direito de uso de marca ou patente, associado ao direito de distribuição exclusiva ou semi-exclusiva de produtos ou serviços e, eventualmente, também ao direito de uso de tecnologia de implantação e administração de negócio ou sistema operacional desenvolvidos ou detidos pelo franqueador, mediante remuneração direta ou indireta, sem que, no entanto, fique caracterizado vínculo empregatício”
    
Portanto, franquia nada mais é do que um modelo de negócio, com marca e procedimentos operacionais pré-fixados que serão “vendidos” ao franqueado e esse deve cumprir as regras estipuladas pelo franqueador.
 
Já no início desse assunto encontramos duas palavras que serão bastantes vistas: franqueador e franqueado. Franqueador é aquele que concede a licença da marca e o franqueado é aquele que recebe essa licença, podendo utilizar-se dela no seu negócio. Essa relação de franqueador e de franqueado é base para entendimento de como funciona uma franquia, pois dela originaram direitos e deveres de ambas as partes.
 

1 - Deveres do franqueado

Nas franquias é comum encontrar regras muito rígidas para o franqueado, como: respeito ao layout da franquia, as formas de pagamentos, as promoções criadas pelo franqueador, aos fornecedores pré-fixados, a softwares de gestão já definidos, pagamento de taxas periódicas para custear despesas como por exemplo propagandas e royalties a serem pagos sobre o lucro bruto mensal, entre outras. O franqueado deve respeitá-las, podendo perder o direito da franquia em caso de descumprimento.
 

2- Pontos que devem ser observados

Qualquer franquia para se tornar interessante deve possuir uma boa rentabilidade, é esse o pensamento base de qualquer um. Porém não é somente isso que devemos observar quando estamos decidindo qual franquia escolher, por isso, elaboramos um pequeno check-list que você deve responder quando está escolhendo a sua franquia:
 
Nome da Empresa:
 
Seguimento de Negócio:
 
Telefone de Contato:
 
Nome Contato:
 
Sede da Empresa:
 
                    Observação
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
                                                                                                               Check-list
É um ramo com potencial de crescimento?
Qual o investimento necessário?Com capital de giro e investimento inicial?
Qual o faturamento mensal estimado?
Qual o valor cobrado de franquia?
Qual a taxa de Royalties?
Qual a taxa de publicidade?
Existem outras taxas cobradas? Se sim, qual o valor?
Qual o tamanho da loja necessária para a empresa?
Qual o prazo de retorno que o franqueador informa? Informar memória de cálculo.
Analisar o COF (Circular de oferta de franquia)
 
Respondendo esse check-list inicial e obtendo resultados positivos, podemos partir para as próximas etapas:
 
• Estudar o mercado de atuação da franquia e os concorrentes principais;
• Estudar a marca da empresa, com histórico e o aceite dela no mercado que atua;
• Treinamentos oferecido pelo franqueador;
• Entrar em contato com outros franqueados, se houver, para que ouça o que eles têm a dizer sobre o negócio;
• Analisar o atendimento prestado pela empresa e se a mesma é confiável;
• Analisar locais possíveis que o negócio pode ser aberto e o custo mensal do aluguel;
• Analisar os custos do negócio e qual a rentabilidade mínima para ser tornar interessante;
• Algum outro ponto que achar interessante.
 
Após concluídas essas etapas você já estará mais familiarizado com o negócio e poderá tomar decisões melhores e mais racionais se é viável ou não a abertura da franquia pretendida.
 

3- Ferramentas de busca de franquias

Existem na internet diversas ferramentas que ajudam no processo de escolha de uma franquia, principalmente quanto ao investimento inicial e taxas operacionais. Uma dessas ferramentas que é bem interessante é o comparador de franquias do site Pequenas Empresas e Grandes Negócios, que pode ser acessado AQUI. Porém nada impede que você utilize de outras ferramentas.
 

4 - Aspectos fiscais e trabalhistas

Você deve entender que uma franquia é como qualquer outra empresa, ou seja, demandará que você escolha uma modalidade de tributação existente - Simples Nacional, Lucro Presumido ou Lucro Real - e pague todos os impostos federais/estaduais/municipais obrigatórios.
 
 

Conclusão: Afinal franquia é bom ou não?

Não existe resposta pronta para isso, pois é algo pessoal. As franquias são interessantes, pois já te vendem o Goodwill da expertise do negócio e não deixam você tomar uma decisão impulsiva e puramente emocional. Entretanto, elas cobram para isso, e muito caro as vezes, e são bem inflexíveis a mudanças e objetivos pessoais do franqueado, pois o franqueador quer estabelecer um padrão e não objetivo individuais e pessoais.
 
Já quando a empresa é totalmente sua, você tem liberdade de escolha, todavia, responderá por ela e caso você falhe na decisão tomada, essa falha será de sua responsabilidade. Entretanto, você não está amarrado a regras como na franquia e não precisa ficar pagando taxas e comissões ao franqueador.
 
Dessa forma, a decisão de abrir uma franquia ou uma empresa própria é sua, você que deve analisar qual o melhor caminho a tomar.
 
 
Agradecemos a lida desse artigo, e se ele foi útil para você, compartilhe nas redes sociais e ajude a divulgar nossos serviços a outras pessoas interessadas. E caso ainda reste dúvidas, contate-nos, que um dos nossos contadores podem lhe ajudar.
 
 
Confira também, alguns de nossos outros posts:
 

 

AUTORIA: KITRON Contábil.
O seu escritório de contabilidade em Curitiba.

Comentários