Fale conosco:41 3016.5345kitron@kitron.com.br
Home > Blog

Entenda os relatórios contábeis

Postado em 01 de Junho de 2016
Imagem de ilustração: Entenda os relatórios contábeis
Muitos empreendedores sentem dificuldade em entender os relatórios contábeis enviados pelo seu contador, entre eles os mais comuns: Balanço Patrimonial e Demonstração do Resultado do Exercício.
 
As demonstrações contábeis são algumas das bases mais confiáveis e eficazes para a tomada de decisão estratégica, elas apresentam de modo prático a situação patrimonial e econômica de uma empresa em uma determinada data ou em um período. A ciência contábil em si, é item tão primordial nos dias atuais que padrões internacionais de contabilidade estão sendo adotados pelos principais países desenvolvidos ou em subdesenvolvimento, inclusive, o Brasil. Esse padrão internacional de contabilidade que já está implantado no Brasil e o qual passa periodicamente por constantes mudanças, é denominado mundialmente de IFRS (International Financial Reporting Standards), em tradução literal, normas internacionais de contabilidade, e tem como objetivo criar normas harmoniosas de contabilidade, visão um padrão global, para que, por exemplo, alguém aqui no Brasil, consiga analisar um relatório contábil de uma empresa sediada na Alemanha ou vice-versa. Portanto, podemos entender brevemente a importância que um relatório contábil possui e dessa forma, interessarmos um pouco mais por ele.
 
Os relatórios contábeis atualmente exigidos pela legislação brasileira são: Balanço Patrimonial (BP), Demonstração do Resultado do Exercício (DRE), Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido (DMPL), Demonstração do Fluxo de Caixa (DFC), Demonstração do Resultado Abrangente (DRA), Demonstração do Valor Adicionado (DVA – Obrigatório somente para S.A de capital aberto) e Notas Explicativas. Iremos a seguir conceituar brevemente cada um deles e quais as informações que podem ser extraídas de cada um.


Balanço Patrimonial

É a demonstração que apresenta a posição estática do patrimônio de uma empresa em uma determinada data, apresentando informações qualitativas e quantitativas, ou seja, qual o elemento e o valor dele. O balanço patrimonial é divido em três grandes grupos:
 
ATIVO: São os bens e direitos da empresa, capazes de gerar benefícios econômicos para a empresa;
PASSIVO: São as dívidas e obrigações com terceiros, cuja expectativa é saída de recursos da empresa;
PATRIMÔNIO LÍQUIDO: Também conhecido como valor residual, ou seja, é quanto sobra da empresa depois de liquidados todos os seus passivos.
 
É através do balanço que podemos visualizar de maneira mais clara quais são os bens que a empresa possui, verificar os saldos a receber de clientes, os fornecedores pendentes de pagamento, qual o capital social investido no negócio, se a empresa possui obrigações judicias, se a mesma cumpre com suas obrigações fiscais e trabalhistas, qual a capacidade de pagamento da empresa, entre diversas outras análises. Tudo isso apenas de um único demonstrativo.


Demonstração do Resultado do Exercício

Na demonstração do Resultado do Exercício podemos verificar as receitas, despesas e custos do negócio, o qual no resultado final nos demonstra se a empresa apurou lucro ou prejuízo em suas operações. Esse relatório é elaborado sob um conceito importante para contabilidade, e que geralmente traz dúvidas para o empresário: o da competência. Para entender esse princípio é bem fácil, segundo ele as receitas e despesas são lançadas na contabilidade quando incorridas, independentemente do recebimento ou pagamento, ou seja, seu eu faço uma venda a prazo de R$ 1.000,00 reconheço a receita de R$ 1.000,00 imediatamente e como contrapartida um direito de receber de um cliente no mesmo valor.

É na demonstração do resultado que podemos verificar a receita apurada no período, os custos que incorremos para concretizar a operação, as despesas contraídas, os impostos que incidiram sobre as operações e no final, o resultado líquido apurado.


Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido e Demonstração do Resultado Abrangente

Na DMPL podemos verificar como se comportaram as contas do grupo do Patrimônio Líquido, no balanço patrimonial, demonstrando os seus saldos iniciais, as movimentações ocorridas e os saldos finais. Nesse demonstrativo podemos verificar de maneira fácil e objetiva o resultado do exercício e como ele foi destinado e se a empresa apresentou erros na escrituração contábil do ano anterior que necessitaram de ajustes.
 
A DRA pode ser elaborada complementarmente à DMPL e busca evidenciar as variações ocorridos no ativo e passivo devido a mensuração de seu valor justo. No caso de pequenas empresas, dificilmente esse demonstrativo é utilizado.


Demonstração do Fluxo de Caixa

É na DFC que podemos verificar qual entre três grandes grupos consumiu ou gerou mais dinheiro, diagnosticando qual área precisará de melhorias, são esses grupos:
• ATIVIDADE OPERACIONAL: São aquelas geradas na rotina normal do negócio, como por exemplo, fornecedores e clientes, ou seja, são aquelas atividades necessárias a manutenção do negócio;
• ATIVIDADE DE INVESTIMENTO: São aquelas voltadas para a destinação do excesso de caixa ou na aquisição de imobilizados e intangíveis, como por exemplo, direito de software.
• ATIVIDADES DE FINANCIAMENTO: São aquelas que foram responsáveis por financiar a operação, como propriamente dito, como por exemplo, empréstimos e capital social.


Demonstração do Valor Adicionado

A DVA busca demonstrar qual a riqueza gerada pela empresa e como ocorreu a sua destinação. A DVA é obrigatória somente para empresas de capital aberto, visto o seu objetivo, e facultativa para as demais. No caso de pequenas empresas, dificilmente esse demonstrativo é elaborado.


Nota Explicativa

A nota explicativa é item primordial na análise das demonstrações contábeis, pois ela fornece informações essenciais para sua interpretação, como por exemplo, a base de sua elaboração, critérios técnicos utilizados e informações adicionais que não foram incluídas nos outros relatórios.


Análise das Demonstrações em conjunto

Compreendido a importância de cada demonstração, podemos agora entender as informações úteis que podem ser retiradas quando analisado o conjunto completo.
 
Em seu conjunto completo os demonstrativos nos fornecem a possibilidade de verificar a evolução dos saldos no decorrer dos anos, retorno obtido no capital investido, qual atividade que a empresa está dando mais foque, quais os índices de liquidez da empresa e o seu comprometimento com o endividamento, entre outros.
 
O tema de análise das demonstrações é bem extenso, por isso, buscamos abordar apenas os pontos principais. Publicaremos ainda um complemento a esse artigo, com os principais indicadores econômicos utilizados por bancos e investidores para analisar se a empresa é viável economicamente ou não.
 
 
Agradecemos a lida desse artigo, e se ele foi útil para você, compartilhe nas redes sociais e ajude a divulgar nossos serviços a outras pessoas interessadas. E caso ainda reste dúvidas, contate-nos, que um dos nossos contadores podem lhe ajudar.
 
 
Confira também, alguns de nossos outros posts:
 

AUTORIA: KITRON Contábil.
O seu escritório de contabilidade em Curitiba.


Comentários